Amplificação de Ácidos Nucleicos

amplificacao-de-acidos-nucleicos

O uso de tecnologias que permitem detectar, amplificar, identificar e quantificar ácidos nucleicos (DNA e RNA) em amostras biológicas como tecidos, fluidos corporais, células etc, são de grande valia para testes de diagnóstico de doenças e ou infecções. Utilizando a técnica de amplificação em cadeia da DNA polimerase (PCR) ou a técnica de transcrição reversa seguida de PCR (RT-PCR) é possível detectar quantidades muito pequenas de DNA e RNA, respectivamente, de vírus, parasitas ou outros patógenos, podendo auxiliar no diagnóstico de infecções ou de doenças genéticas, obter a genotipagem de patógenos, como no caso de infecção por vírus distintos, mas que presentam sintomas semelhantes. Com a técnica de PCR em tempo real, é possível não somente identificar o patógeno como também quantificar alterações na carga viral em resposta à tratamentos, por exemplo. Por fim, com o sequenciamento do DNA, é possível fazer análises bem mais precisas que permitem a identificação de subtipos de vírus para fins epidemiológicos ou a identificação de genes marcadores de tumores que sinalizam predisposição ao desenvolvimento de diferentes tipos de câncer.

Procurar